O presidente da Assembleia Legislativa, Alex Redano (Republicanos), tranquilizou a população de Ariquemes e dos municípios do Vale do Jamari, ao informar que foi feito um acordo entre o Governo do Estado, através da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), e os hospitais particulares de Ariquemes, para a continuidade da contratação de leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) na rede privada de saúde.
"Quero tranquilizar a nossa população de que foi feito um entendimento entre o Governo e a rede hospitalar, com o reajuste no valor da diária de leito de UTI e também o pagamento de prestação de serviços, que estavam em atraso", anunciou Redano.

De acordo com o presidente, o valor da diária no leito de UTI foi reajustada, conforme previsto inclusive no contrato entre o Governo e a rede hospitalar. O valor atual de R$ 1.600,00 vai ser reajustado para R$ 2.106,00. "A alegação é de que os valores estavam defasados, uma vez que os insumos e medicamentos para serem utilizados por pacientes em UTI estão mais caros, com a grande demanda em razão da covid-19. O Governo fez essa correção e o serviço vai seguir operando normalmente, atendendo a quem precisa", explicou Redano.

O presidente agradeceu ao governador Marcos Rocha e ao secretário da Saúde, Fernando Máximo, que de pronto atenderam ao seu pedido e trataram de um entendimento para a manutenção de essencial serviço de saúde para a população.

UTI neonatal

Em relação aos leitos de UTI neonatal, o presidente da Assembleia disse que ainda não houve um acordo, mas que o Governo está negociando com os hospitais e deverá ter um entendimento muito em breve, em razão também dessa necessidade.